Inscrita na Lista de Mediadores certificados pela Direção-Geral da Política de Justiça.

– Licenciatura em Serviço Social (Instituto Superior Miguel Torga, 2001).
– Mestrado em Família e Sistemas Sociais (ESAE, Instituto Superior Miguel Torga, 2004). Dissertação: “Homicídio Conjugal no Feminino: da violência conjugal ao acto criminoso”.
– Pós-graduação em Mediação Familiar (ISCA, Coimbra Business School, 2015).
– Pós-graduação em Mediação de Conflitos (ISCA, Coimbra Business School, 2015).
– Conclusão do 2º ano do Curso de Terapeuta Familiar (Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar, Curso de Formação em Intervenção Familiar e Sistémica, 2009).
– Pós-Graduação em Gestão Social (Instituto Superior Bissaya Barreto, 2005).
– Formação na área da violência conjugal (Instituto Superior Bissaya Barreto, 2005).
– Curso de Formação de Formadores (CEARTE, 2004); Certificado de Aptidão Pedagógica de Formador (CAP) nº EDF 27696/2004.
– Frequência de diferentes formações na área da família, divórcio e responsabilidades parentais, nomeadamente: Cursos Breves de Pós-Graduação (Centro de Direito da Família, Faculdade de Direito de Coimbra) em: Responsabilidades Parentais (2015); Divórcio (2015); Adopção e Apadrinhamento Civil (2016); Comissões de Proteção (2016); Direito Internacional Privado dos Menores (2016); Tutela Educativa (2016).

– Ao longo do seu percurso profissional (desde 2001) desenvolveu como atividade principal as funções de Diretora Técnica e Assistente Social em contexto institucional, tendo 15 anos de experiência na área social, no trabalho com famílias e com diferentes sistemas sociais.
– Larga experiência na gestão e coordenação de equipas, onde se destaca a aplicação do processo de mediação de conflitos.
– Responsável pela coordenação de diversas respostas sociais ligadas ao apoio à família, apoio à infância e apoio à terceira idade.
– Elaboração de candidaturas no âmbito das suas funções como técnica em IPSS’s.
– Orientação e acompanhamento de diversos cursos e formações.
– Formadora e técnica de formação.

– Comunicações orais (algumas por convite) sobre a relação entre a violência conjugal e a passagem ao ato criminoso no feminino.