A culinária de Natal e Ano Novo é conhecida por ser rica em calorias e irresistível, apesar de ser possível preparar refeições nesta quadra festiva que agradem a todos, principalmente aqueles que se preocupam com a alimentação durante todo o ano.

Se a alimentação saudável e equilibrada já faz parte do seu dia-a-dia, há espaço para cometer pecados pontuais, pois é muito importante satisfazer as nossas necessidades fisiológicas, básicas, sociais, afetivas e emocionais, apostando na moderação e em escolhas mais saudáveis.

É óbvio que não deve estar a contar calorias enquanto come ou se diverte, mas procurar ter atenção ao que come, quanto come ou a como recupera dos excessos alimentares, mantendo as tradições gastronómicas, permite que a sua alimentação seja mais correta.

Uma das estratégias passa por fazer pequenas alterações nas receitas, como reduzir a quantidade de açúcar adicionado, optar por gorduras mais saudáveis, utilizar farinhas menos refinadas e substituir o leite e os seus derivados por versões magras.

Optar por assados no forno ao invés de fritos e preferir o azeite ou o óleo de amendoim para frituras, escorrendo bem os alimentos depois, são também dicas que diminuem substancialmente o valor calórico e, consequentemente, melhoram a qualidade da sua alimentação.

Ainda assim, é importante aliar-se a outras regras de ouro para uma alimentação saudável: manter os horários habituais, dando particular atenção ao pequeno-almoço e evitando longos períodos de jejum entre as refeições; iniciar a refeição principal com sopa, considerando-a como entrada de eleição, uma vez que acaba por deixar menos espaço para a sobremesa; ocupar metade da composição do seu prato com hortícolas, visto que estes promovem maior saciedade devido ao seu teor em fibras; apostar na fruta da época para a sobremesa ou se não conseguir resistir, ingerir pequenas porções de outras sobremesas e tentar não repetir; privilegiar a ingestão de água; e, praticar exercício físico, principalmente se abusar um pouco mais.

É certo que o Natal são dois dias (24 e 25 de dezembro) e que a passagem de ano é de 31 de dezembro para 1 de janeiro, por isso, não prolongue por toda a quadra esta gastronomia típica, evitando preparar quantidades exageradas de comida ou congelando de imediato as sobras.

Boas Festas e um Excelente 2019!

Carina Ferreira (Nutricionista 2984N)


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *